Secretário fala das atividades ao programa Ela na Rede

Secretário fala das atividades ao programa Ela na Rede

Porto Velho,RO - Entrevistado na manhã de terça feira (20) no programa Ela na Rede, apresentado por Janaina Brito, na Rede Tv, o secretário municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Luiz Cláudio Pereira, o Luiz Cláudio da Agricultura, respondeu questionamentos da comunicadora e apresentou os avanços da gestão Hildon Chaves no setor agrícola da capital.

Luiz Cláudio enfatizou os programas de inclusão de mulheres e adolescentes das comunidades rurais, através de cursos de capacitação e frisou que as mulheres estão tendo uma participação cada vez maior nas atividades rurais, inclusive no comando de diversas Associações de Produtores Rurais.

“É importante que os pequenos produtores que trabalham na agricultura familiar continuem no campo e para isso precisamos fazer a nossa parte enquanto gestores, oferecendo condições adequadas. A primeira parte é manter as estradas em boas condições e para isso estamos com dez equipes trabalhando no entorno da capital e também nos distritos”, disse, acrescentado também que a Semagric cuida das feiras livres e da qualidade dos produtos comercializados.

O secretário enfatizou o Projeto de Cultivo de Mandioca, cuja proposta é alcançar dois mil hectares de terras preparadas ainda nesse ano. “A Semagric já cadastrou centenas de produtores e agora trabalha na mecanização das áreas que vão receber mudas melhoradas de mandioca, graças à parceria firmada com a Embrapa e assistência técnica por conta de parceira com a Emater.

“Nossa intenção é criar mecanismos de industrialização da mandioca em Porto Velho, já que praticamente toda a fécula que consumimos em Rondônia vem do Paraná”, disse Luiz Cláudio.

No que se refere ao meio ambiente, o secretário disse que o Estado tem área aberta em quantidade suficiente. “Não vejo necessidade de desmatar mais nada. Basta aproveitar o que temos de terras abertas e sem exploração. Precisamos repensar esse conceito para podermos ter produção sustentável de alimentos e orientar para o combate ao desperdício. Pelo menos 40% do que se produz é desperdiçado na colheita, no transporte, no processamento e também em casa, quando não se tem boas práticas na preparação”, concluiu Luiz Cláudio.

Pesca Esportiva