Justiça boliviana anula mandado de prisão contra Evo Morales

Justiça boliviana anula mandado de prisão contra Evo Morales

Porto Velho, RO -  Nesta segunda-feira (26), o presidente do Tribunal de Justiça Departamental de La Paz (TDJ) de La Paz, Jorge Quino, anulou o mandado de prisão contra o ex-presidente Evo Morales, que era acusado de terrorismo e sedição.

Como reportado no RT, um dos principais argumentos da defesa de Evo foi o de que direitos fundamentais, como o de defesa, foram violados no caso do ex-presidente.

Morales havia sido convocado para uma audiência nos tribunais em La Paz marcada para o dia 27 deste mês. A defesa alegou que uma outra violação foi o fato do ex-presidente não ter recebido nenhum tipo de notificação sobre isso.

Quino, assim, admitiu “o erro cometido pelos fiscais que lidavam com o caso”, assim decidindo “anular a acusação e o mandado de detenção”.