Investigando espancamento de garota, polícia recupera objetos furtados e encontra “lavoura” de maconha

Investigando espancamento de garota, polícia recupera objetos furtados e encontra “lavoura” de maconha

Porto Velho, RO - Na noite de ontem, ao atender uma ocorrência de violência doméstica no bairro Bela Vista, em Vilhena, policiais militares acabaram prendendo um casal de traficantes e um rapaz que teria cometido vários furtos na cidade, trocando objetos obtidos nestas ações, por drogas numa boca-de-fumo.
 
Ao comparecer ao local onde acontecia a agressão, os policiais ouviram da vítima, uma garota de 24 anos, que o namorado, de 22, a teria jogado no chão, pisado em seu pescoço, dado uma mordida em suas costas e ameaçado matá-la com uma espingarda.
 
Ao fazer buscas na residência à procura da arma, os PMS encontraram uma espingarda de pressão e vários objetos de procedência duvidosa. E foi aí que a vítima do espancamento entregou o agressor: disse que ele é usuário de drogas e troca os objetos que furta e rouba por entorpecentes, dando o endereço da boca-de-fumo.
 
Ao chegar ao local indicado, os policiais foram recebidos por uma moça usando tornozeleira eletrônica, e que confessou ter sido condenada por tráfico. Ele contou que o namorado, da mesma idade, compra porções de drogas maiores e “desdobra” em parangas menores, vendidas a 20 reais. A garota disse que o companheiro havia usado todo o dinheiro da venda daquele dia para comprar bebidas e fogos de artifício, a fim de comemorar a vitória do Flamengo na Libertadores.
 
Na casa, além de drogas e objetos trocados, os policiais encontraram também vários pés de maconha plantados no quintal. O casal foi preso e levado para a Unisp, junto com o acusado de agredir a namorada.
 
Na delegacia, o usuário de drogas e suposto ladrão, se descontrolou e, mesmo algemado, pegou um dos notebooks recuperados e destruiu o equipamento, atirando-o no chão. Surtado, precisou ser imobilizado novamente.
 
Uma mulher que havia tido a casa invadida no dia anterior, compareceu à Unisp e reconheceu os objetos, que haviam sido furtados da residência.
 
O rapaz acusado de agressão, ao descer da viatura, prometeu matar a namorada que denunciou, “pois cagueta (sic) e dedo-duro tem que ir para o inferno”