Indicador de Incerteza da Economia sobe 7,3 pontos em dezembro

Indicador de Incerteza da Economia sobe 7,3 pontos em dezembro

Porto Velho, RO - O Indicador de Incerteza da Economia (IIE-Br) registrou alta de 7,3 pontos em dezembro e voltou a ultrapassar os 110 pontos, chegando a 112,4. Os dados foram divulgados hoje (27) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), que identificou que ainda existem dúvidas em relação ao crescimento sustentável da economia doméstica.

A economista Anna Carolina Gouveia acrescenta que as condições globais de 2020 não são "tão animadoras" e "parecem impedir que a incerteza permaneça em níveis mais baixos".  

Ao longo do ano de 2019, a incerteza sobre a economia brasileira acumulou uma alta de 0,6 ponto, apesar de o quarto trimestre ter apresentado uma tendência de diminuição.

"A redução mais expressiva da incerteza em 2020 vai depender da continuidade do crescimento da economia interna e de boas notícias no cenário externo", resume a economista.

O aumento do indicador em dezembro se deve principalmente ao componente do índice que mede as notícias sobre a incerteza na imprensa, que tem peso maior e subiu 8,8 pontos.

A outra parte do índice é calculada a partir das previsões dos analistas econômicos ouvidos na pesquisa Focus do Banco Central, que projeta números para a taxa de câmbio, a taxa Selic e a inflação. Esse componente do indicador teve uma queda de 1,8 ponto.