Governo de Rondônia participa de evento nacional voltado à tecnologia da informação, no Rio de Janeiro

Governo de Rondônia participa de evento nacional voltado à tecnologia da informação, no Rio de Janeiro

132ª Reunião do Fórum da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação aconteceu no Rio de Janeiro

Porto Velho, RO - O Governo de Rondônia participou, na quinta-feira (7), da 132ª reunião do Fórum da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (ABEP-TIC), realizada no Rio de Janeiro.

Representando o Estado, participaram do evento o superintendente e o diretor técnico da Superintendência de Tecnologia, Informação e Comunicação (Setic), Delner Freire e Maico Moreira da Silva. 

Durante o Fórum, os dois tiveram a oportunidade de apresentar os resultados da implantação da “cultura ágil” no âmbito da Administração Pública rondoniense. Trata-se de uma nova forma de pensar, dentro dos modelos de gestão já existentes. Os valores consistem em conferir maior responsabilidade no trabalho em equipe, de uma forma que todos tenham conhecimento dos desempenhos individuais e cobrem resultados uns dos outros, sem hierarquias.

“A cada dia, a Setic vem implantando e fortalecendo a cultura ágil junto aos seus colaboradores. Isso tem sido tão forte que poderíamos substituir o termo Gestão Pública por Startup Pública. Além de resultados numerosos, com qualidade, no alvo certo, o mais importante é que atingimos isso sem sacrificar a vida do colaborador. E tudo isso comprova o sucesso da implantação dessa nova filosofia no setor público”, explicou o diretor técnico da Setic, Maico Moreira da Silva.

A princípio, em Rondônia, a Setic adotou este novo modelo de gestão para o desenvolvimento de soluções. Hoje, além da Coordenadoria de Desenvolvimento de Sistemas, a cultura ágil abrange também setores como a Coordenadoria de Gestão e Estratégia.

No Brasil, a ABEP-TIC atua na promoção e no fortalecimento da cooperação entre as Empresas e Organismos de Tecnologia da Informação dos Estados. Uma cooperação que tem cada vez mais fortalecido e enriquecido os setores de TI em Rondônia e nos demais estados brasileiros, devido ao compartilhamento de informações.

“A ABEP-TIC proporciona ao Governo de Rondônia uma integração maior quanto às tecnologias, problemas e soluções que estão sendo inventados e adotados em todos os estados. Isso evita que a gente reinvente a roda e permite à gente importar e exportar tecnologia facilmente”, destaca o diretor técnico da Setic.

Trimestralmente são realizadas reuniões da Associação para acompanhar o andamento dos setores de Tecnologia da Informação nos estados e também como forma de evitar investimentos redundantes, além de compartilhar conhecimentos de novas tecnologias. Reuniões nas quais o Governo de Rondônia sempre busca estar presente.

Em Rondônia, no âmbito da administração pública estadual, o uso da Tecnologia da Informação tem garantido economia, eficiência e conectividade

Em Rondônia, no âmbito da administração pública estadual, o uso da tecnologia da informação tem garantido economia, eficiência e conectividade, como detalha o superintendente da Setic. “Garante economicidade, tanto de tempo quanto de valor, eficiência produtiva e processual, desburocratização e maior controle. A tecnologia da informação fornece meios para que o Governo possa ter controles mais eficientes de tudo o que acontece na administração pública, tanto na gestão de processos, gestão de contratos e também na gestão de pessoas. Além de garantir a conectividade. Ou seja, a comunicação flui melhor por conta da tecnologia. Então é mais fácil se comunicar quando existem meios tecnológicos para isso, de uma forma instantânea e segura”.

Vale ressaltar que a Setic atua como órgão central de Tecnologia de Informação e Comunicação dentro do Governo do Estado de Rondônia, estabelecendo políticas de uso dessas tecnologias, além de estabelecer e padronizar o uso de softwares e tecnologias.

“O Governo de Rondônia tem investido em tecnologia e um exemplo é que hoje a gente conta com mais de 300 serviços de Tecnologia da Informação catalogados. A gente gera mais de três mil acessos mensais nestes serviços”, finaliza o diretor técnico da Superintendência Estadual de Tecnologia, Informação e Comunicação.