Governador de Rondônia lamenta perda de Euro Tourinho

Governador de Rondônia lamenta perda de Euro Tourinho

Porto Velho, RO - O Governo de Rondônia lamenta a perda do mais longevo dos jornalistas da Amazônia Brasileira, na noite desta segunda-feira, 25 de novembro de 2019, em Porto Velho.

O Sr. Euro Tourinho dirigiu por décadas a Redação do Alto Madeira, cuja circulação foi interrompida em outubro de 2017, quando completou cem anos.

O Governo externa suas condolências à família, às demais autoridades, à legião de amigos do jornalista, e a todo o povo de Rondônia.

Desde quando assumiu a direção do Alto Madeira, que pertenceu nos anos 1960 à rede dos Diários Associados, do também lendário Assis Chateaubriand, o Sr. Euro Tourinho ficou conhecido por ser um homem compromissado com causas nobres.

Entre outros acontecimentos, o jornal cobriu a notável Caravana Ford e a construção da BR-29, mais tarde BR-364. Sr. Euro ajudou a construir a Catedral do Sagrado Coração de Jesus e o Colégio Dom Bosco, onde estudou. Carregou tijolos para as duas obras.

O mais importante jornal de Rondônia fez parte da robusta rede dos Diários Associados, o maior e mais influente grupo de comunicação do Brasil e da América Latina durante muitos anos, notadamente entre as décadas de 1950 e 1970.

Pessoalmente, o Sr. Euro descia do cargo de diretor para irmanar-se à Redação, e nela trabalhava diuturnamente na reportagem, dentro e fora do prédio de seu jornal.

Ouvia as pessoas, dava voz e vez às partes, fossem pessoas simples ou autoridades. Buscava a verdade dos fatos. Assíduo e preocupado com horários de solenidades, muitas vezes chegava adiantado e cobrava dos cerimoniais a respeito do horário estabelecido.

O Palácio da Memória, antiga sede do Governo, guarda a íntegra da maior obra de história escrita desde o velho Território Federal do Guaporé, a Rondônia e ao novo estado brasileiro. Lá está a fonte de pesquisas aos mais jovens que por ventura queiram saber a saga deste personagem que se vai.

Amigo de todos, Euro Tourinho não viveu em vão; ajudou a escrever a história e dela também fez parte, com honras de pioneiro.

Esteja em paz, Euro Tourinho.

Rondônia é eternamente grata por ter tido em sua pessoa um dos baluartes da construção do estado.