Ex-vereador de Vilhena vai continuar usando tornozeleira eletrônica, decide TJ

Ex-vereador de Vilhena vai continuar usando tornozeleira eletrônica, decide TJ

Porto Velho, RO - O ex-vereador Vanderlei Graebin, de VIlhena, continuará impedido de adentrar repartições públicas municipais e continuará usando tornozeleira eletrônica. Essa foi a decisão da 1ª Câmara Especial do Tribunal de Justiça de Rondônia ao negar um habeas corpus em sede de liminar impetrado pelo ex-vereador. 

Graebin cumpre atualmente medidas cautelares impostas pela Justiça referente a uma ação criminal que lhe custou o mandato. Ele foi preso pela Polícia Federal em 2016, com outros cinco parlamentares, acusados de participação e um esquema de extorsão para aprovar loteamentos na Câmara de Vereadores do município.

O ex-vereador, segundo a Justiça possui condenações ao regime fechado em processos diversos pelos crimes de lavagem de capitais e corrupção passiva, mas atualmente recorre em liberade até que seus recursos de apelação sejam julgados e as medias impostas são de um processo que ainda não foi julgado. 

Ao indeferir a liminar, o desembargador-relator Eurico Montenegro assim decidiu: "Em um exame prévio de cognição sumária, concluo ser inviável, neste momento, a concessão da medida requerida de plano (...). Importa ressaltar que o caso envolve grande repercussão com diversos Vereadores do Município de Vilhena, os quais foram condenados por crimes envolvendo o erário".

Pesca Esportiva