Enquanto governador está em férias, eleição da mesa diretora “pega fogo” em Rondônia

Enquanto governador está em férias, eleição da mesa diretora “pega fogo” em Rondônia

Porto Velho, RO – O governador eleito Coronel Rocha (PSL-RO) está em férias até o próximo dia 12 com a família. E só dia 18 de dezembro deve anunciar seu secretariado que vai lhe ajudar a governar Rondônia.

MINISTÉRIOS
Enquanto isso em Brasília o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) já montou sua equipe de ministros para governar o Brasil. Uma equipe de primeira linha, pessoas na sua maioria qualificadas para fazer um governo de qualidade.

CADÊ OS SECRETÁRIOS
Já em Rondônia a fraca equipe de transição não conseguiu ainda ir em 50% da estrutura do governo e estão confiando em relatórios  que estão sendo apresentados pela atual equipe do governador Daniel Pereira (PSB).

BASE ALIADA
Em Brasília o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e seu super ministro Onix Lorenzoni (DEM-RS), já contabilizam  350 parlamentares na base aliada do governo para aprovar seus projetos na Câmara e Senado Federal.

TEM ALIADOS?
Enquanto isso em Rondônia os deputados estaduais reclamam que o governador eleito Marcos Rocha (PSL) sumiu e que conseguir falar com o futuro mandatário é coisa “complicada”. Lebrão (MDB), Alex Redano (PRP), Jean Oliveira (MDB ) e Laerte Gomes (PSDB), são os nomes para presidir a ALE/RO a partir de 2019.

SENADO E CÂMARA
Em Brasília o presidente e seus aliados trabalham forte para não terem surpresas na eleição da mesa diretora do Senado Federal e Câmara dos Deputados. O MITO sabe que se for eleito alguém que não esteja aliado com o governo, as coisas tendem a “melar” seu governo.

PRESIDENTE DA ALE/RO
Enquanto isso em Rondônia o governador Marcos Rocha (PSL), não está nem aí para quem vai ser eleito e a oposição nada de braçadas e já contabiliza 15 deputados, podendo chegar até o dia da eleição há 19.

NO RUMO
E assim segue o destino do Brasil, com um presidente trabalhando firme e buscando se alinhar e entrar no ritmo para administrar um país de dimensões continentais.

SEM RUMO
 E aqui em Rondônia, a situação é diferente, o eleito na “onda” governador de Rondônia, se fechou, montou uma equipe de transição fraca e com poucos poderes – nenhum se destaca -, saiu de férias e deixou todos os rondonienses, na dúvida se realmente fizeram a escolha certa e se realmente a partir de 2019, o governo  será administrado ou como diz a música de Zeca Pagodinho. “Deixa a Vida Me Levar”.

DANIEL PEREIRA

E para fechar o assunto do dia: O governador Daniel Pereira (PSB) para fechar um rombo de R$ 249 milhões nos cofres do estado, baixou um decreto no dia 15 de novembro para  transferência de R$ 65 milhões em fundos em várias autarquias no valor de R$ 79.010.000,00.

CLIQUE AQUI E CONFIRA O DECRETO.