Com aumento de até 250%, vilhenenses começam a receber nova taxa de iluminação pública nas faturas de energia

Com aumento de até 250%, vilhenenses começam a receber nova taxa de iluminação pública nas faturas de energia

Créditos foto: Vicente Moreira - Imagem aérea de Vilhena a noite 

Aprovado em 18 de dezembro pelos vereadores a pedido do prefeito Eduardo Japonês (PV), os novos valores da Contribuição para Custeio do Serviço da Iluminação Pública (COSIP) começam a serem entregues nas casas de Vilhena. Leia mais AQUI

A nova taxa tem até 250% de aumento com relação à anterior, e vem incluída na fatura de energia elétrica de fevereiro.

Diversas são as reclamações dos contribuintes através das redes sociais. Muitos questionam o aumento solicitado pelo prefeito Eduardo Japonês (PV), que na época de campanha eleitoral usou continuamente a frase que ficou conhecida como “Dinheiro tem, o que falta é gestão”.

Já outros garantem que não há como pagar por algo que a prefeitura não oferece. Esta reclamação está direcionada, principalmente, aos contribuintes que pagam a taxa, mas não recebem a iluminação pública.

Contudo, ao justificar o aumento da nova taxa, Japonês – no projeto de lei complementar 344/2018 – disse que “a razão da necessidade de ajustar a cobrança do COSIP se manifesta pela insuficiência dos valores arrecadados para que haja a promoção de um satisfatório serviço público”.

Os cálculos da COSIP, divulgados através do projeto, revelaram o aumento dos valores em até 250% em algumas situações.